Horóscopo - previsões da astróloga americana Susan Miller

astrologia




Abra Seu Negócio Próprio Online Com Zero Reais De "entrada". Clique Aqui!     Abra Seu Negócio Próprio Online Com Zero Reais De "entrada". Clique Aqui!     Abra Seu Negócio Próprio Online Com Zero Reais De "entrada". Clique Aqui!     Abra Seu Negócio Próprio Online Com Zero Reais De "entrada". Clique Aqui!     Abra Seu Negócio Próprio Online Com Zero Reais De "entrada". Clique Aqui!     Abra Seu Negócio Próprio Online Com Zero Reais De "entrada". Clique Aqui!     Abra Seu Negócio Próprio Online Com Zero Reais De "entrada". Clique Aqui!     Abra Seu Negócio Próprio Online Com Zero Reais De "entrada". Clique Aqui!    

Adicionar aos Favoritos

O maior astral do mundo

Milhões de pessoas se mobilizam todo começo de mês para conhecer as previsões da americana Susan Miller, a astróloga mais consultada da internet

 

CONVICÇÃO TOTAL
Susan, em casa, de perna quebrada: "Ninguém acredita em astrologia até que comece a estudá-la".

"Eu espero mais o começo do mês para ler a Susan Miller do que para receber meu salário", brinca o publicitário paulistano Thiago Frias, 27 anos, sobre a astróloga que todo mundo anda lendo na internet. Nascida em Nova York, formada em administração, divorciada, duas filhas, católica devota e pisciana, Susan Miller, "na faixa dos 50 anos", é um fenômeno. Como uma supernova no auge do brilho, ela atrai mensalmente cerca de 17 milhões de visitas em seu site astrologyzone.com, 90% delas no primeiro dia do mês, data em que divulga um horóscopo para os trinta dias vindouros repleto de detalhes muito precisos. Ou, no mínimo, suficientemente vagos para acomodar diferentes interpretações. A própria Susan sentiu a falta de indícios mais nítidos na carne. Em março, foi surpreendida por uma queda que resultou em fratura da perna e uso de tala imobilizadora por seis meses. A título de justificativa, relata em seu estilo intenso e detalhado: "Minha previsão dizia que eu ou alguém próximo teria um problema de saúde. E havia cinco dias no mês em que eu teria de tomar mais cuidado ainda. No último dia, quando caminhava para a academia onde me exercito duas horas todos os dias, escorreguei num degrau em que nunca havia reparado antes e rompi os ligamentos". Explicação que faz todo o sentido para sua legião de fiéis, entre eles Frias. "Ela diz há anos que vou publicar um livro, e isso nunca aconteceu. Mas já acertou que meu cunhado teria um derrame e que eu ganharia um aumento", conta. "Não é que ela acerte sempre, mas quando acerta é um golaço."

Incontáveis fortunas foram construídas sobre o desejo humano de decifrar o próprio destino, em especial o que debita a doença do cunhado ou o holerite mais gordinho na conta do sistema nascido de uma nuvem molecular há 4,6 bilhões de anos, com uma poderosa anã amarela em torno da qual volteiam oito planetas e respectivos satélites, mais dois cinturões de asteroides, só para ficar no principal. Melhor ainda quando o balé celestial é usado para justificar autopaparicações do tipo "Sua casa será um lugar de muita inspiração em 10 de julho; pense em dar uma festa" ou "No dia 5 de julho, você terá sinal verde para comprar roupas novas". Para escrever conselhos assim no extenso relatório mensal referente a cada signo zodiacal, Susan leva cerca de sete horas. E corre para o abraço no otimista horóscopo diário, pelo qual os assinantes do site pagam 50 dólares por ano. "Já existem muitas coisas ruins acontecendo no mundo, então eu dou um desconto no horóscopo diário. Acho melhor passar uma mensagem de ajuda, para que as pessoas vejam o lado positivo da vida. Agora, no mensal eu não perdoo", diz ela.

Susan aprendeu astrologia com a mãe, versada também "em filosofia, religião, metafísica e gramática". Antes de viver profissionalmente dos astros, dirigia uma agência de fotografias comerciais, mas já dava seus palpites e, certo dia, escrito nas estrelas, disse a uma editora de livros que ela tinha grande chance de ganhar um prêmio. "Na hora ela não acreditou. Mas seu número foi sorteado numa rifa e ela ganhou um carro. No dia seguinte, trinta colegas dela estavam na porta da minha casa, pedindo previsões e me fazendo propostas para escrever sobre astrologia", conta. Hoje Susan publica seu horóscopo em quatro revistas, escreveu seis livros e suas previsões são traduzidas em três idiomas. "Tenho uma vida confortável, mas não fiquei rica com a astrologia. Ganho o suficiente para não fazer o que não acho certo."

Leitora voraz de horóscopos e devota da astrologia a ponto de barrar todos os sagitarianos de sua vida por serem "pouco confiáveis", a produtora de moda baiana Kika Brandão, taurina, 23 anos, descobriu Susan Miller há um ano e desde então segue à risca suas recomendações. Recentemente, cancelou a viagem de seus sonhos por causa da má combinação astral. "Estava com passagem comprada para a Califórnia quando li que não era para viajar naquele mês. Veio a história da gripe suína, e vi que agi certo. Agora estou aguardando a previsão dela para marcar de novo", relata Kika, para desgosto do namorado, um "virginiano cético". Apesar do tom meio sobrenatural nos elogios dos leitores, Susan proclama-se muito pé no chão ("Não acredito em tarô, bola de cristal, nada disso") e garante que o que faz é simples e claro. "Astrologia é matemática. Não existe predestinação, apenas influências dos planetas", diz. Também é pragmática sobre a reação diante do seu trabalho: "Ninguém acredita em astrologia antes de estudá-la, nem os astrólogos. Eu já fui assim".

Publicidade



Ganhe 50 dolares grátis

pfplace, a rede social que paga para ser usada

financie sua casa propria sem juros e sem SPC e Serasa